terça-feira, 24 de maio de 2011

O Sapo e o Escorpião.

Um Escorpião corria do fogo que avançava e ao chegar ao fim da linha viu um lago;
Observou um Sapo entre o fogo e a água, e pediu ajuda.
O Sapo no início negou ajuda com medo do Escorpião e ele insistiu ao Sapo que não o faria mal, pois se ficasse morreria queimado, se pulasse na água morreria afogado.
O Sapo era sua salvação.
Convenceu ao Sapo, que inclinou-se para ele subir.
Porém o Escorpião picou as costas do Sapo que lhe ajudava na travessia no Lago.
O Sapo, sentindo a ação do veneno, perguntou ao Escorpião por que ele fizera aquilo, pois ele também morreria.
O Escorpião, simplesmente respondeu que não podia trair sua natureza.

...“Vez por outra, essa fábula surge em minha mente, seja no cotidiano profissional ou através do acompanhamento das notícias diárias, pelos jornais e TV. Trata-se de uma história arquetípica, que ilustra exemplarmente a natureza das pessoas”.
Livro Mentes Perigosas-O Psicopata Mora ao Lado.

A autora expressa tudo o que a Fábula nos mostra:falta de caráter e índole perversa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário