sábado, 27 de fevereiro de 2010

ESTRESSE É DOENÇA


Estresse É Doença




Autor: laila cristina mady


Enquanto ouvia meu professor discorrer sobre o estresse, fiquei
pensando quantas vezes usei erroneamente a palavra estresse, pois em tempos anteriores as pessoas eram denominadas como nervosas, tensas, ansiosas e agora somente a denominam de estressada;
Quando uma pessoa chega em casa depois de um dia de trabalho , comenta –"estou estressado". Isso não é estresse, é cansaço que se vence com algumas horas de repouso e de sono.



Portanto precisamos diferenciar o ESTRESSE(doença) para procurarmos tratamento adequado e não nos acostumarmos a estar "estressados"(CANSADOS)



DEFINIÇÃO
O estresse á a doença do século XXI quando se torna crônico,
Porém ele não é doença quando surge;


Etimologicamente, estresse deriva do latim stringere, significando apertar, cerrar, comprimir (Houaiss, Villar, & Franco, 2001).

O estresse se desenvolve dependendo como a pessoa reage a um acontecimento desafiador entre a pessoa com a sociedade ou com outra pessoa; fisiologicamente e psicologicamente;
Se passar a ser crônico pode se tornar perigoso poderá levar à ansiedade podendo causar:

Problemas cardíacos
Problemas musculares
Insônia
Falta de memória
Imunidade Baixa



Hipervigilância ou ansiedade constante sobre  algo que lembre o fator estressor.


Entre outros que podem comprometer a vida do indivíduo, se não tratado.


Recentemente as Ciências Mentais reconheceram um novo transtorno, com o nome de Transtorno do Estresse Pós-Traumático, pertencente ao Estudo da Ansiedade;
Ele foi comparado às reações dos soldados pós-guerra ,quando foi diagnosticada a primeira vez , em meados dos anos 80;
Ele ocorre após um acontecimento traumático, principalmente na infância e que pode comprometer sua vida;



CAUSA
A causa de ansiedade pode ser genética, uma reação pessoal ao enfrentar situações traumáticas ; reações medicamentosas, medo real e imaginário, problemas acontecidos ao meio ambiente; assim como as recentes enchentes.


A tensão é apenas desgaste mental ou físico, excitação, sensação de medo.


SUGESTÕES PARA MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA

O autor Miguel Casas Hilari em seu livro dá conselhos para se conviver melhor. Entre eles comenta a pessoa tentar enxergar os problemas sob outro ponto de vista, dando menos importância do que merecem;

Praticar exercícios físicos
Não pensar somente nos problemas
Boa alimentação
Estabeleça metas
Relaxar
Hipoventilação
Estabelecer prioridades como a Família,Emprego,Lazer.


HIPOVENTILAÇÃO
Desacelerando o rítmo respiratório,há uma desaceleração emocional geral,tanto fisiológica quanto psicológica,já que o pensamento se "acalma"quando a emotividade diminui.(Dr. Charly Cungi)



Segundo o que Dráuzio Varella relata em seu site de entrevistas com o DRº Marco Aurélio Dias relata que devemos enfrentar nosso problemas e quando não podemos eliminá-los, algumas dicas:


-quando não temos tempo e muitos compromissos que não podemos esquecer, então devemos criar maneiras de conciliá-los.

-competição é até saudável, porém quando se torna uma ficção e a pessoa inicia uma comparação com outras pessoas, querendo sempre estar à frente, com desejos exarcebados de inveja e vaidade;



-devemos parar e se amar e não se comparar a ninguém

-deixar nossas defesas contra novos relacionamentos e nos entregar aos relacionamentos;



-você é aquilo que permite ser e fazer.



TRATAMENTO
Não há como diagnosticar com exames laboratoriais específicos;
Para que o quadro não evolua o cliente necessita o apoio da família e pessoas a sua volta;
A única maneira de evitar que o quadro vire crônico é a prevenção, procurando psicólogos e dependendo da gravidade do quadro, um psiquiatra;

E muita divulgação sobre o assunto;


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS                                                 
Revista veja
Wikipédia

MADY, Laila Cristina; Estresse não é doença ; janeiro, 2009.
http://www.artigonal.com/reducao-de-stress-artigos/estresse-e-doenca-791432.html


Perfil do Autor


Estudo para saber o porque dos fatos; ações e não somente os faço

Nenhum comentário:

Postar um comentário