quinta-feira, 24 de maio de 2012

O Turbante e o GPS no poder Público.

TURBANTE porque:

Processo Administrativo: Através de ADIVINHAÇÕES sobre o futuro do Funcionário na Empresa,o chefe do Distrito, inicia um Processo Administrativo para retirá-lo: NO MÊS QUE ELE ENTRA NA EMPRESA POR CONCURSO PÚBLICO.

Saúde Pede mais e mais exames durante anos ao Médico do Trabalho como TESTE ERGOMÉTRICO;DE URINA;DE SANGUE ETC,porque o chefe do Distrito Sanitário "PRESSENTE" que o Funcionário ficaria doente e sofreria do coração...
Mesmo com resultados APTO SEM RESTRIÇÕES os pedidos de exames continuam por anos por insistência da chefia do Distrito Sanitário que não desiste de tornar o funcionário INAPTO AO TRABALHO até chegar a tão esperada audiência;

Adaptação A audiência é marcada em 2 ANOS,antes que o Funcionário TERMINE SUA ADAPTAÇÃO DE 3 ANOS. porque o TURBANTE ajudou a adivinhar que o funcionário não se sairia bem;
-Transfere o funcionário de 2 em 2 meses sem ele se adaptar ao território e aos usuários,porque ADIVINHA que ele não se sairia bem naquele trabalho ; Avalia o funcionário Público,mesmo sem ele ter ficado no local para ser avaliado, ADIVINHANDO AS BAIXÍSSIMAS NOTAS.


GPS porque: Sabe que o funcionário foi aos RECURSOS HUMANOS DEPOIS DE SEU HORÁRIO, e chama o funcionário ao Distrito Sanitário para dar satisfações; no momento que o funcionário chega ao serviço;
Sabe tudo o que o funcionário faz ,desde se almoçou ou não etc,mesmo a chefe do estando no Distrito Sanitário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário